Imprimir

31.ª Feira da Criança, na Achada

 

 

Mais um ano se passou e mais uma feira da criança se realizou! A Feira da criança já se realiza há 31 anos, sendo que todos os anos é um sucesso e este não fugiu a regra.

 

 

Como tudo começou?

Em 1983 os catequistas eram como hoje, um grupo preocupado em dar resposta ao compromisso que assumiram, de ajudar as crianças a crescer na fé, a conhecer o amor de Deus por todos os homens e dar resposta ao Deus que chama e se dá a conhecer pelo seu filho Jesus Cristo sob a forma do Espírito Santo.

Claro que isso leva a desenvolver em cada um, valores que se traduzem em sentimentos e gestos de partilha, amizade, confraternização. Foi nesta procura de ajudar as crianças a entenderem, viverem, experienciarem estes valores que surgiu a ideia da Feira da Criança. Imaginar uma feira onde a moeda seria a “fava”, tudo se podia “comprar” com favas, uma feira onde se partilhasse e se confraternizasse com as crianças da Casa Mãe do Gradil e ainda enviar uma mensagem, levada por balões. Era, e ainda é, nosso desejo, que a alegria que sentimos chegue a todas as crianças do mundo.

E assim a ideia foi lançada. Na reunião de preparação o grupo de catequistas mostrou-se muito animado.

Então, mas como é uma feira?

Aparece uma cigana a vender roupa, há castanhas, um oleiro, um burro e ainda inúmeras barracas e jogos pelo meio da feira. Mas toda a terra devia ver e viver esta alegria, por isso fomos dar a volta à terra em tratores enfeitados, burros palhaços, jogos do pião e do aro. Cada sugestão, uma risota, mas punha-se em ação.

Nessa altura estava cá o Sr. Padre José Paula (já falecido) e na homilia do domingo a seguir falou com muita emoção do que viu: um homem de 80 anos, na roda do oleiro ao lado de uma criança; as moedas serem favas... os seus elogios foram ao ponto de comparar a feira ao céu.

E assim, ao longo de 27 anos, esta iniciativa mantém-se, passando de geração em geração. De fato, cada vez que surgem iniciativas onde se vivem os valores cristãos, experimentamos um pouco do céu.

 

Centro Local da Achada

 

 

 

 

Pensa um pouco:

“O cristão acolhedor é um verdadeiro dom para a Igreja, porque a Igreja é Mãe e uma mãe acolhe a vida e a acompanha”

Papa Francisco

Audiência com a Família Vicentina

Vaticano, 15 outubro 2017

Visitas

1150886
HojeHoje62
TotalTotal1150886