Imprimir

Mensagem do Papa Francisco para a XXX Jornada Mundial da Juventude

«Felizes os puros de coração, porque verão a Deus» (Mt 5, 8)

Queridos jovens!

Continuamos a nossa peregrinação espiritual para Cracóvia, onde em Julho de 2016 se realizará a próxima edição internacional da Jornada Mundial da Juventude. Como guia do nosso caminho escolhemos as Bem-aventuranças evangélicas. No ano passado, reflectimos sobre a Bem-aventurança dos pobres em espírito, inserida no contexto mais amplo do «Sermão da Montanha». Juntos, descobrimos o significado revolucionário das Bem-aventuranças e o forte apelo de Jesus para nos lançarmos, com coragem, na aventura da busca da felicidade. Este ano reflectiremos sobre a sexta Bem-aventurança: «Felizes os puros de coração, porque verão a Deus» (Mt 5, 8).

Imprimir

Comentário do Assessor Nacional à Mensagem do Papa Francisco para a Quaresma 2015



Partindo de um versículo da carta de Tiago, o Papa Francisco, exorta-nos ao fortalecimento do coração e recorda-nos, uma vez mais, neste «tempo favorável» (cf. 2Cor 6, 2) da Quaresma, a “obrigação” de enfrentar a atitude egoísta da «indiferença». Isto é, “encontrando-me relativamente bem e confortável, esqueço-me dos que não estão bem! Hoje, esta atitude egoísta de indiferença atingiu uma dimensão mundial tal que podemos falar de uma globalização da indiferença”.

Ora “a Deus não Lhe é indiferente o mundo, mas ama-o até ao ponto de entregar o seu Filho [...] E a Igreja é como a mão que mantém aberta esta porta, por meio da proclamação da Palavra, da celebração dos Sacramentos, do testemunho da fé que se torna eficaz pelo amor (cf. Gl 5, 6). […] Por isso, o povo de Deus tem necessidade de renovação, para não cair na indiferença nem se fechar em si mesmo”.

Imprimir

Mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial da Paz 2015

MENSAGEM DO SANTO PADRE FRANCISCO

PARA A CELEBRAÇÃO DO XLVIII DIA MUNDIAL DA PAZ

 

1º DE JANEIRO DE 2015

 

JÁ NÃO ESCRAVOS, MAS IRMÃOS

 

1. No início dum novo ano, que acolhemos como uma graça e um dom de Deus para a humanidade, desejo dirigir, a cada homem e mulher, bem como a todos os povos e nações do mundo, aos chefes de Estado e de Governo e aos responsáveis das várias religiões, os meus ardentes votos de paz, que acompanho com a minha oração a fim de que cessem as guerras, os conflitos e os inúmeros sofrimentos provocados quer pela mão do homem quer por velhas e novas epidemias e pelos efeitos devastadores das calamidades naturais. Rezo de modo particular para que, respondendo à nossa vocação comum de colaborar com Deus e com todas as pessoas de boa vontade para a promoção da concórdia e da paz no mundo, saibamos resistir à tentação de nos comportarmos de forma não digna da nossa humanidade.

Imprimir

Mary, did you know?

 

A versão à capela do Grupo Pentatonix da canção “Mary did you know?”, tem tido um grande êxito: no dia 3 de Dezembro contava já com 14 milhões de visualizações no YouTube.

 

História da canção

Mary, did you know? foi composta em 1984 por Buddy Green (música) e Mark Lowry (letra), dois cantores de gospel muito conhecidos, que tiveram nesta canção o seu grande êxito. Escreveram-na a pedido do seu pastor, que lhes pediu uma música original para a “festa de Natal da comunidade”. A canção foi um sucesso, mas não a gravaram antes de 1992. Depois disso, conheceu varias versões, entre elas, a do cantor country Kenny Rogers.

Pensa um pouco:

“O cristão acolhedor é um verdadeiro dom para a Igreja, porque a Igreja é Mãe e uma mãe acolhe a vida e a acompanha”

Papa Francisco

Audiência com a Família Vicentina

Vaticano, 15 outubro 2017

Visitas

562213
HojeHoje398
TotalTotal562213