Imprimir

Dia 4

Hoje Maria abre-nos a porta até Deus. Entramos?
Ouve-se falar clara e brilhante a Tua voz Senhor, vejo perfeitamente o caminho a seguir.
Hoje, lutar, tem um novo sentido, já nem o medo me impede de amar, e na Tua força aprendi a seguir.

Quero viajar nos Teus passos e segurar na Tua mão. Leva-me onde possa ser testemunha do Teu fogo e sentir como traças com as minhas mãos linhas do Teu amor.
Hoje o meu coração confia, hoje o meu coração quer-se entregar a Ti.
Não há amor mais firme que o Teu, Senhor, pois eu sei que o meu descanso está em Ti e não haverá tormenta que não me encontre atento pois vives comigo e estás presente em mim.
Hoje quando a alma não quer lutar e o cansaço me vai derrotando, o Teu olhar mantem-me de pé, o bater do Teu coração funde-se no meu peito Senhor, o Teu silêncio acompanha a paz e se vejo a Tua sombra a minha alma na Tua luz se surpreende e vive.
Cantarei por Ti, a ouvidos que não escutam, que estás presente em cada vez que vibra forte o coração.

Encontra-te com Maria no teu coração e reza uma dezena.

Hoje o nosso coração confia, hoje o nosso coração quer-se entregar ao Senhor. Obrigado, minha Mãe, por fazeres que o amor de Deus toque o nosso coração. Não há amor mais sincero e original que o Teu. Em ti vemos e aprendemos o que é entregar-se verdadeiramente a Deus. Faz com que nunca nos cansemos de procurar este caminho, o caminho da entrega ao amor de Deus, o amor verdadeiro.

 

Pensa um pouco:

“O cristão acolhedor é um verdadeiro dom para a Igreja, porque a Igreja é Mãe e uma mãe acolhe a vida e a acompanha”

Papa Francisco

Audiência com a Família Vicentina

Vaticano, 15 outubro 2017

Visitas

1131144
HojeHoje689
TotalTotal1131144